Foi protocolado nesta quinta-feira (9), na secretaria de Meio Ambiente de Arroio do Sal o projeto de construção do prédio administrativo do grupo Doha Investimentos e Participações S/A, que administrará o porto de Arroio do Sal. O empreendimento, que conta com investimento de uma empresa Russa, deve começar a operar dentro de três ou quatro anos, dependendo das licenças do Ibama.

Conforme Luiz Carlos Schmitt, secretário de Meio Ambiente, Agropecuária e Pesca de Arroio do Sal, o porto receberá apenas cargas a granel e contêineres. 

— Este será o porto mais moderno da América do Sul — afirma.

A escolha pelo município se fundamentou após um estudo realizado pela Marinha no primeiro semestre de 2019. Conforme o relatório, Torres, que inicialmente era o local sugerido para instalação do empreendimento, não possuiria vazios de praia com extensão e morfologia compatíveis, enquanto Arroio do Sal se enquadra aos parâmetros técnicos necessários.