Ex-presidente do Grêmio Fábio Koff morre em Porto Alegre

O maior presidente da história do Grêmio, Fábio Koff, morreu aos 86 anos, às 7h20 desta quinta-feira, em Porto Alegre. Ele estava internado há uma semana no Hospital Moinhos de Vento para tratar uma infecção generalizada. Conforme a instituição de saúde, ele deu entrada por quadro de mal estar, piora do estado geral e febre.

Inicialmente, foi constatada anemia severa, e exames adicionais evidenciaram infecção hepática. Na última segunda-feira, Koff foi transferido ao Centro de Tratamento Intensivo (CTI), com um quadro clínico de septicemia, insuficiência respiratória e disfunção de múltiplos órgãos.

Em contato com a reportagem, o vice-presidente do Departamento Jurídico do clube, Nestor Hein, afirmou que a Arena deve ser preparada para cerimônia de despedida do ex-mandatário.

“Recebi a notícia há 20 minutos. Conversei com o presidente Romildo Bolzan e acredito que vamos preparar a Arena para uma cerimônia”, resumiu.

Koff foi presidente do clube tricolor em três oportunidades, a última delas no biênio 2013/14, e deixou o cargo de vice-presidente do time no começo de 2015.

Em nota oficial, o Grêmio lamentou a morte do ex presidente:

“Com enorme pesar o Grêmio informa o falecimento do seu eterno presidente Fábio André Koff, nesta quinta-feira, aos 86 anos.

O Clube expressa toda consternação pela perda de um símbolo de sua história, responsável pela maior glória já alcançada dentro de campo, e solidariza-se com sua família, amigos e com a torcida tricolor”.

Categoria:Esporte

Deixe seu Comentário