Grêmio para em boa marcação do Fluminense na Arena

O Grêmio mais uma vez enfrentou dificuldades diante de um time retrancado e não saiu do 0 a 0 com o Fluminense na Arena na noite desta quarta-feira. Com o empate, o Tricolor Gaúcho perde a oportunidade de assumir a liderança provisória do Campeonato Brasileiro.

O time de Renato Portaluppi agora tem 13 pontos e é o oitavo colocado. O próximo compromisso gremista é no domingo, às 16h, diante do Bahia, em Salvador. Terceiro colocado, com 14, o Fluminense encara o Paraná na próxima segunda-feira em Curitiba.

O jogo

O técnico Abel Braga, tão conhecido por ser ofensivo, armou o Fluminense com uma postura bastante defensiva para encarar o Grêmio na Arena. Com uma linha de cinco defensores e outra de quatro logo à frente, o Fluminense se postou perto de sua área e tratou de bloquear os espaços dos atacantes gremistas. A estratégia funcionou ao longo do primeiro tempo.

O Grêmio foi para o intervalo com uma posse de bola de 71%. O Tricolor até finalizou bastante, 12 vezes. O lance mais perigoso foi um cabeceio de Kannemann aos 33 minutos. Após escanteio batido de forma rápida, Maicon cruzou e o argentino apareceu sozinho na risca da pequena área, mas a bola foi cima do gol.

De resto, o time de Renato Portaluppi chutou para defesas simples do goleiro Júlio César ou para fora. André até mandou para as redes em uma bicicleta, mas o lance estava parado por impedimento.

O Fluminense voltou do intervalo mais solto. A equipe do técnico Abel Braga ainda se defendia bastante, mas começou a sair em busca do contra-ataque. O time carioca chegou a levar perigo em duas oportunidades no começo da etapa final.

A primeira chance carioca foi aos 5 minutos em cruzamento de Dodi, que Pedro chegou atrasado. Na sequência, Pedro cabeceou, a bola bateu em Kannemann e voltou para o camisa 9, que não conseguiu o chute.

O Grêmio respondeu com Luan, que cabeceou por cima em cruzamento de Lima. Logo depois, o Fluminense perdeu Pedro por lesão. João Carlos entrou na equipe. Renato Portaluppi também mexeu e mandou Pepê no lugar de Lima aos 17.

Sem Pedro, o Fluminense perdeu a pouca força ofensiva que tinha. No outro lado, Everton começou a chamar a responsabilidade e tirou o “uh” da torcida gremista na Arena. Aos 27 minutos, o camisa 11 arrancou do campo de defesa, passou por Nathan Otávio e deu um toque por cima de Júlio César. Caprichosamente, a bola desviou e passou raspando a trave esquerda.

Logo depois, Everton perdeu um gol incrível. Em cruzamento de Cortez, a bola sobrou limpa para o camisa 11, que, com Júlio César já caído, bateu de chapa e acertou a rede pelo lado de fora. Muitos torcedores acharam que tinha sido gol e chegaram a comemorar na Arena.

Já nos minutos finais, Renato fez mais duas trocas. Thaciano e Thonny Anderson entraram nos lugares de André e Madson. O Grêmio pressionou, mas o Fluminense tratou de deixar o tempo passar. O árbitro Luiz Flávio de Oliveira deu seis minutos de acréscimo, que não foram suficientes para o placar ser alterado. Final de jogo: Grêmio 0 a 0 Fluminense.

Brasileirão 2018 - 8ª Rodada

Grêmio - 0

Marcelo Grohe; Madson, Bressan, Kannemann e Cortez; Maicon, Cícero; Lima (Pepê), Luan e Everton; André. Técnico: Renato Portaluppi.

Fluminense – 0

Júlio César; Gilberto (Mateus Norton), Nathan Ribeiro, Renato Chaves, Luan Peres, Marlon; Richard, Jadson, Dodi (Douglas Augusto), Sornoza; Pedro (João Carlos). Técnico: Abel Braga.

Cartões amarelos: Kannemann, Cortez (GRE); Nathan Otávio, Renato Chaves (FLU)

Árbitro: Luiz Flávio de Oliveira (SP).

Local: Arena do Grêmio.


Categoria:Esporte

Deixe seu Comentário