Nos pênaltis, Rússia elimina a Espanha da Copa do Mundo

Uma surpreendente Rússia eliminou a favorita Espanha nos pênaltis, neste domingo, no confronto das oitavas de final da Copa do Mundo, no Estádio Luzhinik, em Moscou. Após empate em 1 a 1 nos 120 minutos, os russos venceram por 4 a 3 nas cobranças de penalidades, onde o herói foi o goleiro Akinfeev, que defendeu duas cobranças.

A Rússia faz uma Copa dos sonhos. O time entrou no torneio pensando em apenas não cair na fase de grupos. Agora faz história, chegando à segunda fase mata-mata. O seu adversário nas quartas de final será a Croácia ou a Dinamarca.

O jogo em Moscou foi fraco. Desde o primeiro tempo houve muito pouco futebol, com as duas seleções apresentando muita pouca inspiração. A Fúria saiu na frente aos 11 minutos, e com gol contra do zagueiro Ignashevich. Depois de uma falta cobrada por Asensio, o russo disputou a bola com Sergio Ramos, e ela bateu em seu tornozelo, indo para o fundo das redes.

Em vantagem no placar, os espanhóis decidiram apenas tocar a bola, sem arriscar muito. E veio o castigo aos 40 minutos, quando a bola bateu na mão de Piqué na área. Pênalti convertido por Dzyuba.

Na etapa final, as equipes nem pareciam estar disputando um confronto de mata-mata. Simplesmente ninguém arriscava nada, parecendo terem decidido levar a partida para os pênaltis. Mas até que aos 39 minutos, finalmente uma jogada que animou um pouco. Iniesta chutou forte da entrada da área e Akinfeev espalmou. Iago Aspas pegou o rebote e chutou, mas o goleiro russo salvou de novo. Ao final dos 90 minutos de um jogo fraco, empate em 1 a 1 e a primeira prorrogação da Copa.

No primeiro tempo extra, os russos se fecharam em sua defesa, apenas esperando a ação por parte da Espanha. O objetivo, claro, era o de conseguir um contra-ataque. Os últimos 15 minutos foram um pouco mais intensos por parte da Fúria, que só não abriu o placar em chute do brasileiro naturalizado Rodrigo Moreno por causa de uma excelente defesa de Akinfeev.

Aos 8 minutos, o árbitro Bjorn Kuipers recorreu ao VAR para analisar possível falta de Kutepov em Piqué na área, mas após ver o replay não marcou o pênalti. No final, igualdade nos 120 minutos e ficou tudo para os pênaltis.

Nas cobranças, Iniesta, Piqué e Sergio Ramos marcaram para a Espanha. Koke e Iago Aspas chutaram para defesas de Akinfeev. Smolov, Ignashevich, Golovin e Cheryshev fizeram os gols russos.

Copa do Mundo – Oitavas de final

Espanha

De Gea; Nacho (Carvajal), Piqué, Sergio Ramos e Alba; Busquets, Koke, David Silva (Iniesta) e Isco; Asensio (Rodrigo Moreno) e Diego Costa (Iago Aspas). Técnico: Fernando Hierro.

Rússia

Akinfeev; Mário Fernandes, Kutepov, Ignashevich, Kudryashov e Zhirkov (Granat); Kuzyaev (Erokhin), Zobnin, Samedov (Cheryshev) e Golovin; Dzyuba (Smolov). Técnico: Stanislav Tcherchesov.

Árbitro: Bjorn Kuipers (Holanda).

Local: Estádio Luzhinik, em Moscou.

Categoria:Esporte

Deixe seu Comentário