Bolsonaro e Haddad disputarão segundo turno das eleições presidenciais

O Brasil segue polarizado. De um lado o antipetismo, materializado na figura de Jair Bolsonaro. Com 100% das urnas apuradas, o candidato do PSL obteve 46,03% (49.275.358 milhões) dos votos válidos no primeiro turno das eleições. Do outro, seu adversário pela Presidência da República, o petista Fernando Haddad, herdeiro político do ex-presidente Lula, que alcançou 29,28% (31.341.839 milhões) dos votos válidos. 

A campanha rumo ao Palácio do Planalto é curta: a eleição de segundo turno é no próximo dia 28, daqui a três semanas. Ambos devem, a partir desta segunda-feira, ir atrás de alianças. A tendência é de que o chamado centrão, que no 1º turno esteve com Geraldo Alckimn, declare apoio ao capitão reformado do Exército. Haddad deve correr para fazer as pazes com Ciro Gomes (PDT), tentar ganhar alguns eleitores de Marina e do MDB, do ex-ministro da Fazenda do governo Temer, Henrique Meirelles. 

Categoria:Eleições 2018

Deixe seu Comentário