Santo Antônio da Patrulha dá um passo importante para a inclusão. Iniciou nesta segunda-feira (09/09) um projeto piloto em duas escolas da rede, que compreende a inserção do curso de Libras (Língua Brasileira de Sinais). O projeto é resultado de uma parceria entre a Universidade Federal do Rio Grande/Campus SAP e a prefeitura, através da secretaria municipal da Educação.

Conforme a secretária da Educação do Município, Dalva Maria Provenzi de Carli, inicialmente o curso está sendo desenvolvido nas escolas Madre Teresa e Santa Inês para alunos do 5º e 6º ano. “Nosso objetivo para 2020 é ampliar essas turmas, contemplando outras escolas”, disse. Dalva conta que muitos professores da rede municipal já aproveitaram o referido curso, oferecido pela FURG. Apesar de não haver alunos surdos e mudos matriculadas na rede municipal, a secretária diz que esta matéria é de extrema importância pra a vida dos estudantes, dentro e fora da sala de aula.

Ela também agradeceu e reconheceu o trabalho da professora Alini Mariot e à FURG, nesta parceria que qualifica a educação. “O Projeto Libras na Escola vem fortalecer a política pública de inclusão em nossas Escolas Municipais. Este início, com os estudantes, tem por objetivo dar visibilidade à necessidade de desenvolvimento de ações que promovam a inclusão”, disse.

A faixa etária dos primeiros alunos a participarem do curso foi sugerida pela professora Aline e eles participam por livre escolha. Na primeira aula, realizada na escola Santa Inês eles demonstraram entusiasmo e interesse em aprender a nova língua.

A professora comemorou o início do projeto, algo inédito na rede municipal de ensino. “Hoje se iniciou uma nova fase em nossa cidade de Santo Antônio da Patrulha, o projeto piloto de inserção de Libras para nossas crianças na Escola Santa Inês. Nossa cidade começou a caminhar para a verdadeira Acessibilidade, orgulho de ser parte desta história”, revelou.