A Brigada Militar acabou com mais uma festa clandestina que desrespeitava a proibição de aglomeração devido à pandemia do novo coronavírus. Em Canoas, o efetivo do 15º BPM foi mobilizado na madrugada deste sábado para interromper um evento que ocorria em um salão no bairro Rio Branco. Os policiais militares constataram 138 de pessoas, sendo 104 adultos e 34 menores de idade, no local que tinha até mesas de jogos de bilhar, consumo de bebidas alcoólicas e som alto. Todos foram identificados.

Conforme o 15º BPM, a proprietária não possuía alvará para funcionamento e nem liberação das autoridades, licença municipal ou dos bombeiros. Dez veículos foram recolhidos na ação.

Houve a confecção de confeccionados 22 autos de infração de trânsito e de três termos circunstanciados. O flagrante ocorreu após denúncias que chegaram até a Brigada Militar sobre a desobediência do decreto municipal e descumprimento de medida sanitária vigente.

Fiscalização no interior

Em Sananduva, uma operação conjunta entre Ministério Público, Brigada Militar e Vigilância em Saúde fiscalizou estabelecimentos e casas noturnas entre a noite de sexta-feira e madrugada de sábado.

A força-tarefa culminou com a interdição de oito estabelecimentos, dois termos circunstanciados por posse de entorpecentes, além da dispersão das aglomerações em via pública. Indivíduos que estavam sem máscaras foram instruídos a usar o equipamento individual de proteção.

Os proprietários foram orientados também quanto às medidas de prevenção à disseminação da Covid-19.

Deixe seu Comentário